Nossa Atuação

O Nosso Norte

Ao viabilizar uma nova rota de exportação de grãos pelo norte do país, a Unitapajós representa um importante marco no desenvolvimento do agronegócio brasileiro. O modal hidroviário, em complemento ao rodoviário, gera reduções não apenas na distância percorrida até os portos dos mercados europeu e asiático, mas também na redução de emissão de CO2. Além de aprimorar o sistema de escoamento da produção agrícola brasileira, o negócio visa atender à crescente demanda mundial por alimentos de forma mais eficiente e sustentável.

A cadeia produtiva da soja e do milho no Brasil e o papel da Unitapajós

A Unitapajós transporta alimentos de qualidade produzidos no Brasil para abastecer um mundo em crescimento. São dezenas de milhões de toneladas de soja e milho, oleaginosas que são a base de uma ampla variedade de ração animal, destino dado a toda soja exportada pela Unitapajós. A empresa é um elo vital nessa cadeia, levando estes grãos de forma eficiente dos produtores até os mercados consumidores, principalmente o asiático e o europeu. A soja compõe 90% da ração fabricada para a alimentação animal, o que significa dizer que quem se alimenta com carnes de frango, suína, peixe e bovina também está consumindo soja e milho, alimentos nutritivos.

A exportação desses grãos é uma das maiores movimentações da economia do país. De acordo com as duas últimas pesquisas do Índice de Desenvolvimento Humano = IDH (medido entre 0 e 1), realizadas pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD, há um aumento significativo na qualidade de vida nos municípios em que a soja desempenha importante papel econômico e social, já o milho é a segunda maior cultura de importância na produção agrícola no Brasil, sendo superado apenas pela soja, que lidera a produção de grãos no país.

 

Estação de Transbordo de Cargas de Miritituba-PA

Na Estação de Transbordo de Cargas de Miritituba, em Itaituba-PA, a Unitapajós inicia suas operações no corredor Norte. As cargas, vindas em sua maioria do estado do Mato Grosso, chegam em caminhões e são temporariamente armazenadas em silos e armazém com capacidade de 80 mil toneladas. Posteriormente, as cargas são colocadas em barcaças, que atuam no Corredor Norte navegando pela hidrovia Tapajós-Amazonas e chegam ao Terminal Portuário de Barcarena-PA. Funcionando como porta de entrada de nossas operações, a Estação de Transbordo de Cargas em Miritituba recebe nosso maior volume de grãos.

Desde 2013, quando a Estação de Transbordo de Cargas foi implantada, trabalhamos para melhorar continuamente os indicadores de segurança, nosso maior valor. A melhoria contínua da segurança de nossas operações é também a base para alcançarmos nossos indicadores de qualidade e produtividade.

 

Navegação

A área de navegação da Unitapajós é o elo que integra a Estação de Transbordo de Cargas em Miritituba-PA e o Terminal Portuário de Barcarena. Os produtos recebidos em Miritituba-PA são carregados em barcaças, que unidas formam um comboio com 20 a 25 unidades, correspondendo até 1000 caminhões ou 48 mil toneladas de produto. Empurradores levam os comboios até o Terminal Portuário de Barcarena, onde os grãos são descarregados em armazéns.

Com um trabalho dedicado à segurança e otimização de recursos de apoio portuário, a área de Navegação de Unitapajós busca soluções que integrem cada vez mais as operações e incentivem a implementação de melhores práticas operacionais. Um exemplo disso é o investimento da empresa em Empurradores Azimutais diesel-elétrico com 6.000 HP que apresentam ganhos significativos em eficiência energética, o diesel-elétrico é um sistema que utiliza geradores de energia para alimentar propulsores elétricos, o que reduz o consumo das embarcações e, consequentemente, as emissões de poluentes. Toda essa dedicação reforça a cultura de segurança e a preocupação da Unitapajós com a sustentabilidade de suas operações.

Em 2019 e 2020, a Unitapajós foi reconhecida pela Marinha como a melhor empresa de transporte de cargas no quesito segurança da navegação.

Terminal Portuário de Barcarena

As cargas advindas de nossa Estação de Transbordo em Miritituba e os produtos que chegam via transporte rodoviário - predominantemente de origem paraense - são recebidos no Terminal de Uso Privado em Barcarena. Eles são descarregados em armazéns com capacidade para 150 mil toneladas e posteriormente expedidos e carregados em navios para exportação, principalmente com destino à Ásia e Europa.

 
Especificações e Características do TUP Unitapajós
Capacidade estática (2 Armazéns) 150.000 tons
02 Tombadores 21 metros
Shiploader 3 operando 1 por vez
Capacidade de descarga hidroviária 1500 tons/hora
Capacidade de descarga rodoviária 500 tons/hora
Capacidade de embarque de navio 1500 tons/hora
Berço 1 para navio Panamax com até 120.000 dwt
Profundidade no berço de navios 16 Metros
Barcarena-Pa
Valores máximos de referência de tarifa de serviço
ELEVAÇÃO
Produto Preço (R$ p/ ton)
Soja 70,00
Milho 70,00
Itaituba-Pa
Valores máximos de referência de tarifa de serviço
TRANSBORDO
Produto Preço (R$ p/ ton)
Soja 25,00
Milho 25,00