Saúde e Segurança Ocupacional

 

Segurança, nosso maior valor. Nenhum trabalho é tão urgente ou tão importante, que não pode ser realizado com SEGURANÇA!

A segurança faz parte do DNA da Unitapajós, que desenvolve ações que promovem a melhoria contínua de seus procedimentos e desenvolve as bases para uma sólida cultura de zero incidente. A Unitapajós acredita que o investimento em segurança é fundamental para os resultados da companhia e, principalmente, para assegurar o nosso bem mais precioso, a vida dos nossos colaboradores e parceiros.

A Unitapajós trabalha para garantir o cumprimento dos procedimentos de saúde e segurança e o comportamento seguro, em todo e qualquer lugar. Para isso, a empresa atua em diferentes frentes, visando a eficácia das ferramentas proativas e comportamentais de segurança, a prática do “Pare, Pense e Proteja” e o olhar crítico das atividades que envolvem HPE'S (High Potential Exposure ou exposições de alto potencial), bem como a meta de incidente zero.

Ferramentas proativas

 

São instrumentos práticos que visam eliminar ou controlar a exposição potencial a lesões, aplicando medidas preventivas. São elas:

Observar:

Ferramenta fundamental para a prevenção de acidentes no trabalho, incentivando a mudança de comportamento de colaboradores e parceiros. Com o intuito de eliminar os desvios comportamentais, o Observar tem uma técnica chamada “observação comportamental”, em que o observador identifica um desvio comportamental e solicita que a pessoa pare a atividade que está fazendo para que possam conversar. A observação comportamental pode incluir qualquer pessoa, seja ela de qualquer nível hierárquico.

Comunique:

O Comunique visa informar uma condição insegura, quase acidente e risco ambiental ligados a saúde ocupacional e alimentar, segurança do ambiente de trabalho e segurança ambiental. A comunicação é feita através de um formulário disponibilizado para todos os colaboradores e parceiros da Unitapajós.

Auditoria de tarefa:

Ferramenta de controle de riscos, que consiste em avaliar as áreas, os meios de trabalho e a documentação de gestão de perigos e riscos, com o objetivo de descobrir e corrigir situações de Não Conformidade relativas aos procedimentos críticos implementados.

Stop Work:

Ao se deparar com uma situação de risco, o indivíduo deverá parar imediatamente a atividade naquele local e, sem seguida, comunicar o gestor imediato da área. Este deverá realizar as ações imediatas para eliminar ou minimizar o risco identificado, além de comunicar as medidas para todos da equipe. A paralisação de uma atividade pode incluir qualquer pessoa, seja ela de Seja ela de qualquer nível hierárquico.

Campanhas de sensibilização:

Contempla iniciativas que promovam comportamentos seguros, utilizando a inteligência de dados interna para criar campanhas de prevenção de acidentes. Os conteúdos são distribuídos aos colaboradores e parceiros em nossas unidades, através de diversas ferramentas de comunicação.

Pare, Pense e Proteja

Pare:

Pare e avalie a situação antes de iniciar o trabalho ou sempre que as condições mudarem.

Pense:

Pense sobre a tarefa que tem em mãos e faça um plano para executar o serviço com segurança. Compreenda os riscos e tome as providências para reduzi-los.

Proteja:

Proteja-se e proteja os outros

  • Verifique se todas as plataformas, telhados, andaimes e equipamentos móveis têm piso inteiro, construção adequada e se são capazes de suportar as cargas esperadas.
  • Inspecione os equipamentos móveis de içamento, o equipamento de proteção contra quedas, escadas e pontos de ancoragem antes de utilizá-los.
  • Mantenha a distância exigida de todas as linhas elétricas e a zona de exclusão adequada, nos níveis mais baixos.
  • Faça barricadas, cerque ou proteja as aberturas nos pisos e guarda-corpos. Fitas zebradas não resolvem.

Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho e Meio Ambiente (SIPATMA):

Realizada em todas as unidades, visa estimular colaboradores e parceiros a adotarem constantemente um comportamento seguro.

 

Dia da Família:

Iniciativa que leva as famílias dos colaboradores ao seu ambiente de trabalho com o objetivo de reforçar a importância de atos seguros para garantir que todos voltem para seus lares em segurança após o trabalho. Essa interação é parte de um esforço de conscientização da prevenção de acidentes, já que integra o conceito de segurança a todo momento, em qualquer lugar, e sensibiliza colaboradores das possíveis consequências de atos inseguros para as pessoas mais importantes de suas vidas.

Prêmio Proteção Brasil

Em 2019, a Unitapajós recebeu o prêmio Proteção Brasil, com o melhor case da região Norte e na categoria Trabalho em Altura. Nossa equipe reinventou a maneira de fazer a manutenção e troca da rosca do Silwertell, que consiste num grande tubo utilizado no descarregamento de grãos transportados em barcaças. O equipamento funciona 24 horas por dia, captando grãos através de um transportador vertical composto por três roscas verticais. No entanto, após algum tempo de uso, essas roscas verticais se desgastam, o que exige a troca das peças. A operação envolvia vários riscos, como o trabalho em altura, riscos ergonômicos, içamento e equipamentos sobre balsa. A substituição das roscas demandava cerca de 40 horas de trabalho, divididas em quatro ou cinco dias, e uma equipe de 10 colaboradores. Além da exposição aos riscos, o processo exigia a parada do equipamento e, por consequência, do descarregamento de grãos no terminal de Barcarena, provocando atrasos nas viagens e queda no volume de armazenamento.

Todos esses fatores levaram a equipe da Unitapajós a buscar formas mais seguras e eficientes de fazer manutenção. A solução pioneira veio dos próprios colaboradores da área de manutenção, que desenvolveram uma plataforma de sustentação para o trabalho; uma gaiola para suporte à rosca do equipamento e o uso do guincho do Siwertell como apoio para içamento das roscas. O processo inovador, implementado desde o início de 2019, deixou a operação mais segura e eficiente ao eliminar o trabalho em altura e o uso de equipamentos móveis pesados, além de reduzir a necessidade e quantidade de içamentos de pessoas e materiais. As horas de trabalho também caíram de 40 para 10, em média, exigindo a dedicação de quatro ou cinco empregados, que não precisam acompanhar a atividade em tempo integral. Este é um exemplo de como traduzimos segurança, nosso maior valor, em iniciativas reais que fazem a diferença na vida das pessoas, em nossas operações e no futuro da empresa.

10 Regras de Ouro de Segurança

 

Todo Incidente deve ser imediatamente comunicado e investigado para evitar recorrência.

Elaborar Análise de Riscos e obter permissões de trabalhos quando necessário.

Jamais realize trabalho em altura (maior ou igual a 1,20 m) sem o devido treinamento e autorização. Sempre use cinto de segurança fixado em local apropriado.

Somente execute manutenções ou intervenções em equipamentos ou instalações após realizar o Controle de Energias perigosas e Testes de Energia Zero.

É proibido trabalhar sozinho num espaço confinado, bem como sem treinamento, autorização, permissão de entrada.

Nunca use ferramentas, máquinas e equipamentos improvisados ou defeituosos para executar um trabalho.

Não acessar área isolada e sinalizada onde ocorre a movimentação de cargas e equipamentos sem a devida autorização.

Não acessar áreas operacionais ou executar atividades sem fazer uso correto dos EPIs e EPCs obrigatórios.

Não trabalhar sob efeito de álcool e outras drogas.

Utilizar o cinto de segurança e respeitar os limites de velocidade na condução de veículos automotores e equipamentos móveis.